- 0 Com

Mercado de trabalho: Gerontologia

Guia de Profissões

gerontologia mercado de trabalho

A população brasileira está envelhecendo. Segundo um estudo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgado em 2019, haverá mais idosos do que jovens até 2060. Essa é uma tendência mundial: já há países onde a população mais velha supera a de pessoas mais novas.

E isso ocorre devido a uma série de fatores. A diminuição da taxa de natalidade, na qual as mulheres têm menos filhos e a melhoria na qualidade de vida, que faz as pessoas viverem mais. Por conta disso, a Gerontologia tem se tornado uma especialidade cada vez mais requisitada. No post de hoje iremos falar sobre:

Índice

  1. O que é Gerontologia
  2. Formação em Gerontologia
  3. Mercado de trabalho na área
  4. Qual o salário de um Gerontologista?

1. O que é Gerontologia

Gerontologia vem do grego e significa “o estudo do envelhecimento”. A função desse campo de estudo é amenizar os problemas que atingem a população mais idosa. Isso é feito através de atividades e técnicas que garantam o bem-estar e a qualidade de vida dos idosos.

É importante não confundir Gerontologia com Geriatria, que é uma especialidade médica que trata das doenças dos idosos. A Gerontologia tem um papel mais amplo, de pesquisar o quanto o aumento da idade afeta o ser humano, bem como o que fazer para tornar esse processo mais saudável e tranquilo.

2. Formação em Gerontologia

Há cursos superiores na modalidade tecnológica de Gerontologia que podem ter de 1 ano e meio até três anos de duração. Por ser uma formação mais generalista, o aluno tem contato com a questão do envelhecimento de vários pontos de vista.

CTA Curso tecnólogo de Gerontologia da Ampli

A grade curricular do curso aborda conteúdos como Direitos Humanos, de Inclusão e do Idoso, Políticas Públicas de Atenção ao Idoso, Terapias Integrativas para o Bem-Estar, Farmacologia e Psicologia Aplicada à Saúde, por exemplo. Essa parte do curso trata do atendimento direto ao idoso e à sua família.

Estuda-se um panorama do cuidado da pessoa idosa nos níveis físicos, psicológicos, emocionais e biológicos. Dessa forma, o estudante será capaz de atuar nas demandas da população idosa, adaptando e inovando nos serviços de atenção ao idoso.

Conheça abaixo a disciplina de Direitos Humanos, de Inclusão e do Idoso:

3. Mercado de trabalho em Gerontologia

Como a formação em Gerontologia é mais ampla, o profissional poderá trabalhar, por exemplo, em atividades dentro de casas de repouso, ou com organizações que trabalham com esse público. O profissional atuará diretamente com a educação tanto do idoso quanto da sua família, promovendo ações para a autonomia.

Afinal, estamos tratando de uma população que está ficando numerosa e com ampla expectativa de vida. Assim, os idosos podem continuar trabalhando, tendo vida social e interagindo com pessoas de todas as idades. Com os jovens, é a troca de experiências de ambos os lados. E com os outros idosos, é o compartilhamento das vivências e a possibilidade de fazer novas amizades.

Saiba onde e como o profissional de Gerontologia pode trabalhar:

Área Médica

O profissional de Gerontologia e Geriatria podem trabalhar juntos, especialmente em hospitais e clínicas. O especialista em Gerontologia atua mais na parte do contato com a família do idoso, bem como no desenvolvimento de atividades de reabilitação e reinserção social. Já o Geriatra cuida da saúde, ministra tratamentos e medicamentos, solicita exames médicos e faz o diagnóstico de doenças.

O acompanhamento psicoterápico também faz parte, tanto do idoso quanto dos familiares, que passam a entender como lidar com alguém mais velho dentro de casa. Adaptações de ambientes, para evitar acidentes, entram na lista de orientações.

Defesa dos direitos do idoso

Outra área de atuação para o Gerontólogo é na defesa dos direitos do idoso, especialmente em entidades que desenvolvem atividades voltadas para essa faixa etária. O profissional vai trabalhar na orientação do idoso e de seus familiares, em casos de violação de direitos. Ele pode trabalhar com advogados, que fazem o papel de defensores dessa causa. Como hoje há o Estatuto do Idoso, é fundamental observar as leis e o que fazer para que elas sejam cumpridas.

Educação comunitária

A educação comunitária é outro ponto no qual o especialista pode trabalhar. Ele pode realizar atividades de trocas de experiência entre jovens e idosos, para que ambos possam aprender mutuamente.

Docente em Gerontologia

O gerontólogo que optar pela carreira acadêmica poderá seguir em um programa de pós-graduação e se tornar professor em instituições de ensino superior. Para isso, ele precisa fazer uma pós lato sensu (Especialização e MBA) ou uma pós stricto sensu (Mestrado e Doutorado), além de desenvolver pesquisas na área. Enfim, é um campo rico de estudo e de trabalho!

4. Qual o salário de um Gerontólogo?

No Brasil, o salário médio do profissional de Gerontologia é de R$ 2.945,70*, de acordo com a pesquisa do salario.com.br. O profissional da área pode ter mais de uma ocupação, sendo a jornada média semanal de 42 horas de trabalho.

Vale lembrar que a média salarial é calculada a partir de dados de salário de várias cidades. Assim, os valores mudam bastante dependendo do município onde o profissional trabalha, bem como o tipo de atividade que ele desempenha. As regiões que mais contratam Gerontólogos são a Sul e Sudeste, onde moram mais pessoas idosas. Mas há cidades no Nordeste onde a população mais velha passa a morar depois que se aposenta.

O profissional poderá atuar de carteira assinada em organizações de saúde, ONGs, projetos sociais, clínicas especializadas e outros, ou atuar de forma autônoma, oferecendo serviços diversos.

*Acesso em agosto de 2021

Dicas e informações sobre educação e mercado de trabalho. Planeje seus estudos e sua carreira com a Ampli.

COMENTÁRIOS